Comemoração do dia da Espiga e Desfile Etnográfico

Tradicionalmente, neste dia, colhe-se a espiga de trigo, que simboliza a bênção dos primeiros frutos. Um antigo ritual pagão ligado à fertilidade, que, como muitos outros, foi adoptado pela Igreja católica. É também o dia em que se comemora a Quinta-feira da Ascensão (ou subida) de Jesus Cristo ao Céu, 40 dias depois da Páscoa.

Principalmente no sul dos País, há a tradição de se apanhar um ramo de flores silvestres (sempre em número par) que depois deverá ser colocado atrás da porta de entrada da casa para dar sorte e prosperidade. Aí deverá permanecer até ao ano seguinte, altura em que será substituído por outro ramo.

Claro que quem vive nas cidades não tem facilidade em apanhar flores silvestres, mas é comum ver-se pessoas a vender os pequenos ramos nas ruas.

Segundo a tradição, cada planta do raminho têm um significado:

  • Espiga – pão
  • Malmequer – fortuna
  • Papoila – amor
  • Oliveira – paz
  • Alecrim – saúde
  • Videira – alegria

Veja também: